domingo, 11 de novembro de 2012

O vídeo que foi proibido na Alemanha


Foi hoje difundido na Internet o vídeo Marcelo Rebelo de Sousa pretendia que fosse visto Na Alemanha, em vésperas da visita de Angela Merkel a Portugal.

A ideia partiu do antigo líder do PSD, no seu habitual comentário na TVI e a realização do mesmo ficou a cargo de Rodrigo Moita de Deus, blogger e actual dirigente do PSD. Contudo, segundo noticiou o Expresso no Sábado e hoje o jornal Público, a Alemanha recusou a exibição do vídeo em locais públicos este fim-de-semana.

Desta forma, os autores optaram por o divulgar na Internet. O vídeo, com uma qualidade técnica bem inferior ao realizado em 2011 pela Camara de Cascais para explicar aos finlandeses o que “não sabem sobre Portugal”, foi filmado num único plano na margem do Rio Tejo, junto ao Padrão dos Descobrimentos.

Intitulado “Ich Bin Ein Berliner” (em português: “Eu sou um berlinense”), o vídeo cita a evolução de Portugal desde o 25 de Abril, em áreas como a educação e a saúde. Admite que Portugal desperdiçou dinheiro nos últimos anos, como o caso dos submarinos comprados à Alemanha, e a construção de 10 estádios no Euro 2004, com recurso a consórcios compostos por empresas alemãs.

Lembra a dose a austeridade “sobre tudo o que mexe” que já foi aplicada em Portugal e salienta que no País “trabalhamos mais” (horas por dia e até mais tarde) que os alemães, temos menos feriados, o salário médio é cerca de metade e pagamos “muito mais impostos”.

Recorda também o perdão da dívida à Alemanha, depois da II Guerra Mundial, e que Portugal apoiou a Alemanha quando o país quebrou o limite dos 3% do défice, violando as regras dos tratados europeus.

Depois de afirmar que o portugueses sempre se mostraram solidários com o projecto europeu, o vídeo refere que “temos a certeza que os alemães também”. Com um total de 5 minutos, o vídeo termina com a frase: “Na Europa os muros de Berlim acabaram em 1989”.

(Texto do Jornal de Negócios)


6 comentários:

  1. Com sua licença, vou levar este texto!
    Pode ser, Jorge??
    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que pode. Divulgue. Não se esqueça de referir a origem: o Jornal de Negócios.

      Eliminar
    2. Copiei e colei e ficou o texto amarelo, igual a este!! :)

      Eliminar
    3. Tem que copiar primeiro para um editor de texto e depois voltar a copiar para o seu blogue. Senão fica com a formatação do meu blogue, como ficou.

      Eliminar
  2. Tem um velho ditado que reza, "Cada macaco no seu galho" mas infelizmente com todos no mesmo galho a coisa não resulta, ganha o macaco mais poderoso!

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.