domingo, 21 de outubro de 2012

O bom café


Há cerca de um mês fiz uma viagem de turismo, em excursão, a 4 capitais europeias (Budapeste, Bratislava, Viena e Praga).
Tirei mais de 1500 fotos numa semana.
Difícil tarefa se considerarmos as condições que se enfrentam quando o autocarro não pára, o grupo continua a caminhar, a guia vai debitando factos históricos uns atrás dos outros, tudo na balbúrdia que são milhares de turistas que enchem as praças, as ruas, o interior dos monumentos.
O meu amigo Gaspar de Jesus, conceituado fotógrafo profissional, disse-me um dia: "a fotografia é uma actividade solitária".
Hoje, depois dessa excursão, só posso considerar que isso é uma incontestável verdade.
Acreditem que não tenho vontade de repetir a experiência com a finalidade de fazer fotografia.

Agora, no sossego da minha casa e frente ao computador, tenho descoberto coisas no mínimo intereressantes: fotografias que julgava boas e que ficaram horríveis, fotos que julgava más e que afinal se aproveitam, pormenores que captei e que nos quais nem sequer reparei.
É o caso desta fotografia que tirei em Praga.
Aquilo que me saltou à vista e que procurei registar foi somente a escultura em pedra de um cãozinho preso à porta do restaurante, como que à espera do dono.
Do resto só agora me apercebi.
Aquela placa!!!

Confesso que sou um viciado em café e costumava dizer, como os amigos brasileiros, que "o café deve ser quentinho e docinho".
Mas vou mudar o meu slogan:
"Good coffee should be black like devil, hot like hell and sweet like a kiss" (o bom café deve ser negro como o diabo, quente como o inferno e doce como um beijo).


3 comentários:

  1. Acontece-me sempre o mesmo...milhares de cabeças, correria e no fim tudo "esquinado"...

    Só nas viagens que fiz à Croácia (Piltvice) na Capadócia e PamukKale (Turquia)e Atlas (Marrocos) fotografei com calma, pois eram natureza.

    Adoro estas fotos originais. A tua está fenomenal!

    Ahhhhhh...tb gosto de um café quente, negro e docinho. Tudo como um beijo dado no escuro:)

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Ainda não participei de uma excursão, sou sempre convidada mas sempre me esquivo,
    penso que deve ser interessante e imagino a mesma balbúrdia todos querendo o melhor ângulo rs
    A escultura é mesmo interessante mas a frase é um convite para adentrar e saborear o tal cafezinho_ afinal quem não gosta de um beijo docinho?
    mando-te um , desejando boa semana

    ResponderEliminar
  3. 1500 fotos é obra!
    Um abraço desde Lagos!

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.