domingo, 12 de agosto de 2012

Castelo de Ouguela



Ouguela é uma povoação da freguesia de São João Baptista, no concelho de Campo Maior, distrito de Portalegre, em Portugal. Conta com cerca de 60 habitantes.
Teve foral dado por D. Dinis a 5 de Janeiro de 1298, renovado por D. Manuel em 1 de Junho de 1512, retendo até à reforma administrativa de 1836 o estatuto de vila sede de concelho independente, altura em que foi integrada no vizinho concelho de Campo Maior. Entretanto, dado o seu declínio, cerca de um século depois, em 1941, foi anexada, como mero lugar, à freguesia de São João Baptista.
O seu castelo foi uma das praças-fortes que defendia periodicamente o Alto Alentejo das invasões castelhanas. Foi mandado edificar à roda de 1300, e cercado durante a crise de 1383-85, a Guerra da Restauração (1642 e 1662, tendo desta feita sido ocupado), a Guerra da Sucessão de Espanha (1709) e a Guerra das Laranjas (1801, ano em que foi de novo ocupado).
Erguido sobre uma escarpa, o castelo domina a vila, na margem esquerda da ribeira de Abrilongo, próximo à sua confluência com o rio Xévora, vizinho à raia com a Espanha. Reconstruído por D. Dinis (1279-1325), recebeu linhas abaluartadas do reinado de D. João IV (1640-1656). De seus muros observa-se a fortificação espanhola de Alburquerque. Atualmente integra a Área Turístico-Promocional de Planícies.



7 comentários:

  1. Meu amigo, fiquei de boca aberta, com o que existe neste nosso Portugal. Fiquei deslumbrada com as fotos e nem consigo imaginar ver tudo isso ao natural. Nunca tinha ouvido falar em Ouguela, pois pouco ou nada conheço deste nosso lindo Portugal. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  2. Pois está na altura de começar a conhecer. Bj

    ResponderEliminar
  3. Imagens extraordinárias... como sempre!

    ResponderEliminar
  4. Que castelo maravilhoso!Tão bem conservado!

    Adoro castelos e não conheço este.A freguesia parece maravilhosa, com suas ruelas branquinhas.Estou encantada!
    Obrigada pela partilha!


    Belíssimas fotos.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Maravilhosa série!
    Claro que a atmosfera era a que mais agrada aos fotógrafos, mas que o Olhar do Jorge valorizou. Na foto do meio, as paredes terão sido branquinhas, mas há muito tempo...
    No entanto o Jorge, até essa dificuldade contornou.
    Abç
    G.J.

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.