quinta-feira, 26 de julho de 2012

Casos estranhos



Hoje, ao ler o Público, fiquei impressionado com duas notícias.

primeira diz respeito a uma televisão privada no Egipto, a Maria TV, onde as apresentadoras usam burca.
Não resisto a reproduzir um dos parágrafos da notícia do Público: "Numa era de novas liberdades no Egipto pós-Mubarak, as mulheres que usam niqab e que foram durante anos oprimidas social e politicamente esperam agora ocupar um novo lugar na sociedade. Embora o Egipto seja uma sociedade profundamente conservadora e predominantemente muçulmana, as mulheres que usam niqab sempre se queixaram de discriminação no mercado laboral, na educação e noutras áreas. Shahin espera que o canal, que foi lançado no passado fim-de-semana para marcar o primeiro dia do Ramadão, mostre às pessoas que "há mulheres de sucesso que usam o niqab"."
Enfim, opções de cada um !

segunda, por razões opostas, ainda me impressionou mais.
Lal Bibi é uma moça afegã que foi sequestrada e violada por um qualquer bandido.
Ela e a família seguem um código de conduta muito peculiar.
Diz a  notícia que "... Em casos como este, o código estipula que se uma mulher manteve relações fora do casamento (ainda que forçada) desonrou a família e, portanto, deve suicidar-se para evitar que a desonra se estenda à sua família. Caso não o faça, compete ao pai e aos irmãos fazê-lo."
Ao que parece a família não quer a moça morta e vai lutar em tribunal pela sua vida.
Será que algum tribunal civilizado a condenará à morte ?

2 comentários:

  1. Em pleno século 21 e com toda a revolução na comunicação com os povos, é inacreditável noticias como essas,Jorge.
    A nação árabe caminha em sentido oposto_ ' mulheres de sucesso"... Imagine!
    e o segundo assunto ainda mais dramático!Uma pena!
    Enfim , quem somos nós pra tentar entender...nao conseguiríamos!
    Obrigada por compartilhar.

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.