quinta-feira, 4 de junho de 2009

Europeias 2009


Esta campanha eleitoral para o Parlamento Europeu caracterizou-se por se ter falado de tudo menos do que estava em jogo: o futuro desempenho dos nossos políticos na Europa.

À excepção de Miguel Portas (Bloco de Esquerda) e de Ilda Figueiredo (CDU) que algumas vezes pegaram no tema, os restantes candidatos, com hipóteses de serem eleitos, focaram as suas intervenções na política nacional.

É pena, porque este era um bom momento para aproximar os cidadãos portugueses e a União Europeia, com pedagogia e sem demagogia.

Talvez, se assim tivessem feito, a abstenção prevista diminuísse.

Vital Moreira (PS) foi completamente desastrado, não conseguindo sequer ser simpático. Sorriso completamente atoleimado, entrando por caminhos que não domina, sem rei nem roque, limitou-se a ser "his master voice" (a voz do dono), que é como quem diz a voz de Sócrates.

Paulo Rangel (PSD) aproveitou, e bem, as palermices e a completa ignorância e inaptidão de Vital Moreira. Não teve muito trabalho para ganhar votos. Foi Vital Moreira quem os perdeu.

Nuno Melo (CDS) é bom rapazinho e fica-me a sensação de que é pena que esteja no lugar errado.

Depois disto, estas eleições transformaram-se, de acto eleitoral europeu, em disputa caseira, sobre temas internos.

Assim sendo, e por culpa dos próprios candidatos e dos seus respectivos Partidos, as eleições do próximo domingo, serão, aos olhos dos portugueses, uma avaliação do desempenho de José Sócrates e do seu Governo e nada terão a ver com a União Europeia.

É com esse pensamento que os portugueses vão votar e as ilações terão que ser tiradas tendo em conta este cenário.

8 comentários:

  1. Apesar de eu o ter, como "um menino da mamã", ainda é o mais coerente nas palavras que profere sobre interesses nacionais! E este País precisa de um abanão rsssss :)

    ResponderEliminar
  2. Estou convencida que nestas eleições a grande vencedora vai ser a abstenção!...
    Bjs.

    ResponderEliminar
  3. refiro-me ao querido Miguelinho Portas :)

    ResponderEliminar
  4. Uma boa visão do que foi a campanha...

    ResponderEliminar
  5. JORGE,
    Bom dia!
    Olhe, deixei algures um comentário-desabafo parecido com este seu post.
    A campanha foi vergonhosa. Nunca a mediocridade política e hipocrisia, ~tinha sido tão explícita.
    Fomos, os portugueses, tratados como imbecis mentais.
    Ficámos, como bem disse, sem saber dos diferentes panos para o que estava em debate no PE nesta candidatura.
    Reparei que alguns candidatos apareciam em duplicado: aqui e nas legislativas. Como é possível tamanho descaramento?
    Para estes senhores não acusarem os portugueses de irresponsáveis políticos, vou votar. Mas, pela 1ª vez , em branco. Eles, se tiverem inteligência suficiente, que tirem conclusões.
    Bem, vou sair e votar.
    Abraço grande!
    Lília

    ResponderEliminar
  6. Dulcineia
    Não vote em branco. Isso só aproveita aos "grandes".

    ResponderEliminar
  7. JORGE,
    Foi a 1ª vez que o fiz e apenas porque temos mais 2 actos eleitorais pela frente.
    Foi muito desrespeito e desprezo pelo eleitorado, de todos os partidos.
    Estava à espera deste resultado.
    Às vezes, são necessários certos "avisos" à navegação.
    Quanto aos outros, têm mais 2 eleições pela frente: oxalá o respectivo resultado lhes faça ver que o povo afinal sabe distrinçar eleições ...
    eNTRETANTO... Oremos!
    Boa semana aí!
    Um abraço do Arco-Íris!
    Lília

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.