terça-feira, 14 de abril de 2009

Farmácia hospitalar com venda directa ao público


O Hospital de Santa Maria, em Lisboa, inaugura hoje uma farmácia de venda directa ao público, numa cerimónia que contará com a presença do primeiro-ministro e da ministra da Saúde. A farmácia fica instalada junto ao Serviço de Urgência Central do hospital e vai permitir a compra dos remédios prescritos pelo médico logo após a consulta. (Fonte: Público)

Em minha opinião é uma medida de aplaudir vivamente.

Sabendo-se que todos os hospitais têm farmacêuticos no seu quadro de pessoal com capacidade de responsabilização por estruturas como estas, sabendo-se que as condições de emprego para os recém licenciados não é brilhante, não vislumbro porque é que a iniciativa não se implementa desde já em todos os hospitais públicos.

Também não entendo porque é que é necessário tanto alarido político e o que é que o primeiro ministro lá vai fazer.

Bom, estamos em ano de eleições, não é ? Valha-nos Deus !

(Imagem retirada daqui)