sábado, 7 de março de 2009

Criança Excomungada


A gravidez foi descoberta no último dia 25 de fevereiro, quando a menina de nove anos se queixou de tonturas e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José. Exames constataram que a criança já estava na 16ª semana de gestação e que a gravidez era de alto risco por conta da idade.

A criança informou à polícia que os abusos começaram quando ela tinha seis anos de idade, e que o padrasto, de 23 anos, a ameaçava de morte caso contasse sobre os abusos a alguém. Ele foi preso quando se preparava para fugir para a Bahia. Em seu depoimento, o padrasto confessou que também abusava da enteada mais velha, de 14 anos, portadora de deficiência física.

O Ministério Público, a Secretaria Estadual de Políticas para a Mulher e as ONGs Curumim e SOS Corpo acompanham o caso e irão oferecer recursos e tratamento psicológico para as vítimas.

De acordo com os médicos, a menina, que tem 1,33m e pesa 36kg, não apresentava estrutura física que sustentasse uma gravidez. Segundo eles, a paciente corria risco de morte caso a gestação continuasse. Além disso, a legislação brasileira permite o aborto em vítimas de estupro até a 20ª semana de gestão.

Nesta quarta-feira, o arcebispo de Olinda e Recife, D. José Cardoso Sobrinho, excomungou a criança, a mãe e os médicos envolvidos no aborto. “A lei de Deus está acima de qualquer lei humana. Então, quando uma lei humana, quer dizer, uma lei promulgada pelos legisladores humanos, é contrária à lei de Deus, essa lei humana não tem nenhum valor”, disse o bispo.
(Fonte: Agência Brasil)

Não posso deixar de repudiar veementemente a atitude do Arcebispo, aliás, ao que parece, coadjuvada pelo próprio Vaticano.
Não sei qual será o maior crime: se o abuso sexual, se a excomunhão de uma inocente criança e de quem lhe salvou a vida.
E o padrasto ? Depois de ir ao confessionário, se dizer arrependido e rezar meia dúzia de Avé-Marias, será perdoado ?
Gostava de ler, ou ouvir, o que tem a dizer a Igreja Católica Portuguesa sobre este assunto.


11 comentários:

  1. Também li sobre desta noticia no jornal no fds passado. E também fiquei estupefacta com a situação. Quem deveria ser excomungado não seria o sr. Arcebispo? onde está o moralismo, destes homens? rssssss

    Beijinho e bom fds Jorge

    ResponderEliminar
  2. Subscrevo sem hesitações o veemente repúdio do Jorge face à posição de D. José Cardoso Sobrinho !!!
    É falta de caridade e de humanidade.

    ResponderEliminar
  3. Não é por acaso que a Igreja Católica tem perdido seguidores!!!

    ResponderEliminar
  4. Igreja hipócrita. Ela puni as vítimas e as pessoas que as ajudaram e nada fazem com o verdadeiro criminoso que é o estuprador. Esse arcebispo, e o vaticano que já se manifestou, chegam a cometer um ato de maldade. Cadê o amor e o perdão que eles tanto pregam? É assustador o que esses "malditos" fazem em nome de um pretenso Deus. Um abraço. Drauzio Milagres.

    ResponderEliminar
  5. Si, vi notícia de que o Vaticano aprova o pronunciamento do Arcebispo. São fundamentalistas de batina e que Deus os perdoe.

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Esses filhos da P... da igreja falam assim porque não teem filhos e não sabem o que ter filhos molestados (eu próprio não tenho e espero não vir a ter), senão não falavam nem agiam assim.
    Ninguém precisa da igreja para nada, eles fazem das pessoa carneiros e comandam as suas vidas. Quem devia ser excomungado eram esses senhores da igreja... todos!
    Bando de filhos da p...!

    ResponderEliminar
  7. Posso não comentar?
    Não precisa né?
    Xero

    ResponderEliminar
  8. Caro Jorge Monteiro
    Com que então os padres não têm filhos...rsrsrs
    Mas "sobrinhos" é um fartote!!! rsrsrs
    Agora mais a sério, este velhadas lá da igreja de OLINDA, (quanta saudade meu Deus...)devia de ser internado num hospicio, ele e todos os que pensam como ele.
    Parabéns amigo JORGE pela oportuna postagem.
    Abç
    G.J.

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Bom pessoal, acho q antes de falar algo é necessário se aprofundar no assunto. A Excomunhão não é "dada" por alguem, é recebida automaticamente por quem comete um ato que leve a tal. E o "amor e perdão que eles tanto pregam" são postos agora, onde, se estes, se arrependerem serão perdoados. Mas como falar mal da Igreja Católica dá IBOPE, então, se vc não se aprofundar no assunto tratado, fica com uma opinião superficial e mal formada.
    Abraços

    ResponderEliminar
  11. Olá!!!!
    Temos uma proposta de parceria IMPERDÍVEL!
    Entre em contato URGENTE neste email:renata.vidal@grupoec.com.br ou pelo telefone 11 3207-6000.
    Aguardo seu contato.
    Atenciosamente,
    Renata Vidal França

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.