terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Risco de pobreza para 20% das crianças portuguesas


Portugal está entre os seis países da União Europeia onde mais famílias com crianças abaixo dos seis anos de idade vivem no limiar da pobreza, revela um estudo da União divulgado, esta segunda-feira, em Bruxelas e disponibilizado na Internet.

Dados do Tackling Social and Cultural Inequalities through Early Childhood Education and Care in Europe indicam que um quinto (21 %) dos agregados familiares portugueses com crianças com menos de seis anos está à beira da pobreza. A tabela que é liderada pela Polónia (25 %), seguida da Lituânia (22,8), Reino Unido (22,6), Estónia (22,2) e Itália (21,1).

No extremo oposto estão a Noruega (6,7), Suécia (9,3) e Eslovénia (10,9). A média europeia é de 17,2 por cento. Os dados do estudo referem-se a 2005 e abrangem os estados não comunitários da Noruega, Islândia e Liechtenstein. (Fonte: Jornal de Notícias)

2 comentários:

  1. Não sei o que faz o homem pensar tão diferente em regiões diversas. De repente um povo resolve investir maciçamente em educação e sai de país mais pobre da Europa, para o país mais civilizado (Finlândia).
    Sei não! Mas às vezes penso que um anjo escolheu um lugar para derrubar suas bençãos. A Finlândia ainda não é um país rico propriamente, mas tem o maior grau de escolaridade do mundo. Existe maior riqueza que esta? Cultura traz saúde, pois povos cultos cuidam melhor de seus corpos. Povos cultos são mais felizes. Povos cultos se matam menos.
    Enfim, todos sabemos que tudo isso está por trás o investimento em educação.

    ResponderEliminar
  2. Última Hora

    *
    RTP - Últimas notícias
    Austrália: Criança desaparecida encontrada no estômago de crocodilo

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.