sábado, 7 de fevereiro de 2009

Lisboa antiga




Ao ver um slide show que me enviaram por email, esta fotografia chamou-me a atenção.
- Um lago no Marquês ? Impossível. Isto é Photoshop em acção. - foi o que pensei de imediato.
Até que resolvi procurar e encontrei as duas outras no site do Arquivo Municipal de Lisboa.
Segundo apurei, o monumento ao Marquês de Pombal foi inaugurado em 1934 e nessa altura, no local do actual Parque Eduardo VII, havia um grande buraco que teria sido inundado por chuvas torrenciais, formando um lago.

Alguém se lembra ? Já alguém tinha ouvido falar disto ?

8 comentários:

  1. Pela acção do homem ou não a Terra está em constante mudança.

    Impressionante as mudanças naquela zona de Lisboa, parece-me melhor hoje, pelo parque Eduardo VII.
    Por outras coisas, congestionamento de tráfego e betão talvez nem tanto.

    Abraço
    Carlos Rebola

    ResponderEliminar
  2. Como nasci exactamente em Novembro de 1934, em Leça da Palmeira, as àguas soltas terão chegado aí?
    Se foi mais cedo, nem a minha Mãe, nem eu podemos ser considerados suspeitos...

    Belo documento, Jorge!

    ResponderEliminar
  3. Fotos fantásticas ...
    Como é que Lisboa era ...?!
    Muito engraçado ver essas fotos :)

    ResponderEliminar
  4. Ja vi varias fotos desse lago, servia para passeios de namorados tipo aqueles dos anos 60 no campo grande, agora se foi inicialmente provocado por chuvas...tenho serias dúvidas

    ResponderEliminar
  5. O buraco foi originado pela extracção de pedra da antiga pedreira, São Sebastião da Pedreira ;)

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.