quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Coimbra - A Mata do Choupal


Hoje fiquei surpreendido com uma notícia que li no blogue do Clube dos Pensadores.

O Secretário de Estado do Ambiente, contra o Parecer do Estudo de Impacto Ambiental, passou a DIA (Declaração de Impacto Ambiental) para que a célebre e imortalizada Mata do Choupal possa ser cortada por uma auto-estrada de 6 faixas.

Com a devida vénia transcrevo alguns parágrafos do texto de Mário Russo, com quem estou em completo acordo:

"Não se pode travar o desenvolvimento, mas harmonizá-lo com as exigências da sustentabilidade, ou então o que se propala de desenvolvimento sustentável é uma farsa ante a praxis deste ou de qualquer governo, que tem o dever de decidir ... BEM.
As vias de comunicação foram sempre importantes meios de desenvolvimento, é certo, mas “cortar” a direito, ignorando a unidade ambiental e sociológica que é a Mata do Choupal, com o argumento de que igual área desta Mata será reflorestada em outro lugar, é de uma ignorância tremenda e indigna de quem ocupa um lugar de responsabilidade num ministério dito do Ambiente. Deveria ser Ministério das Vias de Comunicação, ou das Estradas.
A falta de sensibilidade nesta decisão envergonha-me como português e deve ser repudiada pelo povo deste país, se ainda tem dignidade.
Não pode ser a crise que nos poderá fazer esquecer que não vivemos apenas de pão. Os valores culturais, ambientais e sociológicos, por quem tanto se tem lutado, não podem ser torpedeados e vendidos de forma tão vil."

Fotos de Daniel Tiago

1 comentário:

  1. Não foi o Chefe deste Governo, a que pertence este "iluminado" Secretário de Estado do Ambiente, num governo anterior, Ministro do Ambiente?
    Começo a perceber...

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.