domingo, 16 de novembro de 2008

Anúncios que ficam na memória - Um hino português


Na minha infância chamavam-lhes "reclames", depois "anúncios", hoje "comerciais". Alguns ficam para sempre na nossa memória, nem sempre pela frequência com que os vemos ou ouvimos, mas porque conseguem plenamente a sua missão: deixar a mensagem ao espectador/ouvinte.
Há casos em que se mantêm fieis a um tema inicial. O efeito destruidor do Crunch é um caso paradigmático. O do Azeite Gallo é outro.
Nada melhor do que a tradição portuguesa para promover o produto. Genial !

A música popular alentejana é conhecida por todos nós:

Ó rama, ó que linda rama
Ó rama da oliveira
E meu par é o mais lindo
Que anda aqui na roda intera.

Anda aqui na roda inteira
Aqui e em qualquer lugar
Ó rama, ó que linda rama
Ó rama do olival.

Eu gosto muito de ouvir
Cantar a quem aprendeu
Se houvera quem me ensinara
Quem aprendia era eu.

Não me invejo de quem tem
Carros parelhas e montes
Só me invejo de quem bebe
A água em todas as fontes.

Eu sou trigo recolhido
Com vontade de ser pão
Só me importa ser moído
Na mó do meu coração.

As imagens são o Portugal profundo, nas suas raízes, nas suas tradições. Até nem falta o bacalhau cozido, a missa do galo, e os rostos das nossas gentes.
Um hino português.

"A cantar desde 1919. O slogan fala por si. Fundado naquela data, conta a lenda que este azeite recebeu o seu nome numa manhã em que Victor Guedes, o fundador, ouviu um galo logo após despertar.
Por ser de origem galega, Victor Guedes registou o nome com dois "L", traço que até hoje perdura e distingue a marca.
Com uma estratégia de comunicação que sempre apela ao tradicionalismo, ao nacionalismo e ao que de melhor se faz em Portugal, as campanhas do Azeite Gallo nunca fogem ao retrato da história popular e alma do povo português." (Fonte: Imagens de Marca)

1989


1991/92


1993


Natal de 1995


2000

10 comentários:

  1. Lindos vídeos, Jorge.
    Penso que antigamente os "reclames" eram mais puros, mais bem feitos. Hoje, muitos utilizam "efeitos" para esconder a falta de criatividade.

    Abraços

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, Jorge. Seja muito bem vindo ao INTERLÚDIO COM FLORBELA. Sou amante da poesia em língua portuguesa, e Florbela Espanca é para mim uma expressão divina do belo e profundo amor. Conto contigo para divulgar o selo da Blogagem no teu Blog e no dia 8 vamos juntos homenagear nossa musa!

    Já linkei teu blog como participante!

    Grande abraço e uma excelente semana!

    Flor ♥

    ResponderEliminar
  3. Me recordo destes versos...este comercial tambem passou no Brasil e eu gostava, mas nao entendia bem as palavras da cançao, e hoje elas se revelaram.

    Bom finald e domingo,

    Meire

    ResponderEliminar
  4. Não tenho dúvidas de que os velhos anúncios eram de uma enorme eficácia, apesar da falta de meios.
    Gostei dos vídeos e recordo, entre muitos outros, que o video não mostra, aquele reclame da pasta medicinal Couto... Extraordinário!
    Belos tempos!...

    ResponderEliminar
  5. Uma linha publicitária determinada.
    Sempre muito delicados e com sentimento.
    Destes, do que mais gostei foi o de 1993.
    Estou de acordo com Rodrigo Piva : Os mais antigos eram como o azeite : PUROS !

    ResponderEliminar
  6. Bom dia meu amigo,
    adorei ver os vídeos e fiquei aqui me recordando dos comerciais da minha infância...nossa muito boa esta viagem!
    Obrigada amigo por fazer voltar à melhor fase da minha vida!
    Beiojos...Serena

    ResponderEliminar
  7. O anúncio do azeite Gallo de Natal é uma memória muito quente dessa quadra. Faz-me sentir bem, aconchegado perto dos meus. Obrigado pela recordação.

    ResponderEliminar
  8. Olá Jorge,
    Muito bacana este anúncio, acho que aqui no Brasil já passou uma propaganda parecida.
    eu, particularmente, gosto muito de propagandas e existem muitas que para mim são inesquecíveis, até porque quando pequeno ficava imitando, até que um dia quase fui atropelado de verdade por imitar uma propaganda que se passava na rua com um homem indo falar com um taxista.
    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Estava a procurar uma versão desse reclame que foi campanha no Brasil. Não encontrei o que procurava, mas fiquei encantado e emociado com essas que circularam em Portugal. Essa música é simplesmente linda!
    Abraços! Marcos

    ResponderEliminar
  10. OS RECLAMES DO AZEITE GALO SAO SEMPRE LINDOS EU EM ESPECIAL GOSTO DO 2000 POIS A MINHA FILHA FOI PROTAGONISTA ,....ADOREI

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.