domingo, 20 de julho de 2008

Silêncio que se vai cantar o fado !



Mais um fado no fado - Camané & Fábia

Eu sei que esperas por mim
Como sempre, como dantes
Nos braços da madrugada
Eu sei que em nós não há fim,
Somos eternos amantes,
Que não amaram mais nada

Eu sei que me querem bem
Eu sei que há outros amores
Para bordar no meu peito
Mas eu não vejo ninguém
Porque não quero mais dores
Nem mais batom no meu leito

Nem beijos que não são teus
Nem perfumes duvidosos
Nem carícias perturbantes
E nem infernos nem céus
Nem sol nos dias chuvosos
Porque 'inda somos amantes

Mas Deus quer mais sofrimento
Quer mais rugas no meu rosto
E o meu corpo mais quebrado
Mais requintado tormento
Mais velhice, mais desgosto
E mais um fado no fado

4 comentários:

  1. Olá Jorge C. Reis!
    Pessoalmente, gosto mais deste fado cantado apenas pelo Camané, do qual sou fã desde o início da sua carreira, já o vi ao vivo por duas vezes, e tenho vários discos dele, um deles autografado!

    Um abraço,
    Paulo Freixinho

    ResponderEliminar
  2. Salve o bom e velho fado!
    Um abraço, meu amigo

    ResponderEliminar
  3. Obrigado, meu amigo.
    Alguém tem que nos apresentar a cultura desse lindo País.
    Obrigado por ser você.
    Um brinde à saúde de todos os amigos lusitanos!
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  4. Belo Fado. Fado é vida e vida è Fado... assim eu a concebo seguindo a letra fabulosa deste autor. É assim que deveria ser mesmo e de verdade "Eu sei que em nós não há fim,
    Somos eternos amantes,
    Que não amaram mais nada"... Como seria fantastica a vida.
    Para sempre Fado e como diz o autor " viver abraçada ao fado, morrer abraçada a ti"... Saudosa Amalia.
    Um abraço sincero de amizade
    Eli

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita. Agradeço o seu comentário.