quinta-feira, 19 de junho de 2008

Fotografias que mentem


Que se passa connosco quando lemos uma notícia nos jornais ou vemos fotografias de um acontecimento importante numa revista?
Em princípio acreditamos, sobretudo se vier de uma conceituada agência noticiosa. Eu, pelo menos, não sou dos descrentes militantes. Sou dos que estão e agem de boa fé. Mas...

É tão fácil retocar uma fotografia. Eu uso o Aperture, porque chega para o que faço e porque uso Mac, mas o Photoshop é uma maravilha.

Vejam, os menos conhecedores do assunto, uma coisa muito simples:

Eu publiquei neste meu .Blog, em Maio deste ano, uma fotografia de uma arara, que eu tirei no México, quando lá estive de férias.

Aqui está ela, tal como a coloquei no meu blogue


E o original (aquelas meninas em trajes de banho decerto que desviariam atenção do motivo principal: o bichinho... Acabei com elas !!)

Arara - Master

É claro que todos nós usamos software de edição para melhorarmos as nossas fotografias digitais, mas uma coisa é fazê-lo para nosso prazer pessoal, outra é fazê-lo para deliberadamente induzir erros nos ingénuos leitores e levá-los a tirar conclusões completamente erradas sobre as notícias que se publicam em órgãos de comunicação.
Uma coisa é ser um amador (ou profissional) que quer apresentar bons trabalhos, outra é ser um vigarista consumado.
Vem isto a propósito de um site que encontrei ontem e que me deu que pensar.
Está em inglês, mas com um qualquer tradutor online pode-se ficar com uma ideia do que diz o texto.
O site tem por título The Reuters Photo Scandal - A taxonomy of fraud. Leiam e tirem as vossas próprias conclusões.